A schiacciatta é um prato bom para acompanhar a conversa que não acaba, com café ou vinho doce -

A schiacciatta é um prato bom para acompanhar a conversa que não acaba, com café ou vinho doce

A schiacciatta de Ana Soares

A chef Ana Soares nos ensina a fazer o clássico italiano schiacciatta

Da redação - Publicado em 11/02/2019, às 15h00

Faz tempo que a vindima na Toscana traz com ela uma antiga tradição, todos os anos. Não se faz apenas vinho com a uvas colhidas em abundância. Mas também suco e calda, especialmente a que inunda a schiacciatta, um tipo mais simples de focaccia, feita com pouco dinheiro e muito gosto.

A receita é um dos chamados pratos da cucina povera, a cozinha dos pobres. Na verdade, dos camponeses, que dão duro no campo e de tanto entender o que ele pode nos dá acabam criando a culinária simples e deliciosa, tão admirada no mundo todo.

A mestre Ana Soares, do pastifício Mesa III, em São Paulo, tem origem italiana e sabe das coisas. Ao ser provocada sobre um prato simples e agregador, lembrou-se na hora da schiacciatta con l’uva, boa para mesas fartas, cheias de gente. Para acompanhar a conversa que não acaba, com um café ou um vinho doce.

A SCHIACCITTA DE ANA SOARES

[Colocar Alt]

1 - Schiacciatta significa amassada, em português. Isso porque a massa é apertada com os dedos, depois de colocada na forma.

2 - A calda de uva é feita frutas rosadas e a própria fruta é inserida na massa, antes de assar. Dica: se você se incomoda com caroços, escolha uma casta sem eles. como a Thompson, por exemplo.

3 - A calda deve ser colocada na hora de servir do doce quente ou frio. Não economize. Quer uma dica gostosa? A schiacciatta con l’uva vai muito bem com sorvete de baunilha e, ainda melhor, com... mascaspone!

4 - Para acompanhar, Vin Santo, para ficar na Itália. Vamos dar um pulinho em Portugal? Com um bom Moscatel de Setúbal ou um Madeira (para quem prefere um vinho mais seco), a combinação faz verter água dos olhos.

INGREDIENTES DA SCHIACCIATTA

(3 porções)
[massa]

 

[Colocar Alt]

- 200 ml de água

 

- 750 g de farinha de trigo

- 30 g de fermento biológico

- 40 ml de leite integral

- 300 g de manteiga sem sal

- 6 ovos

[calda de uvas]

[Colocar Alt]

 

- 750 ml de suco de uva

- 375 g de açúcar refinado

- 750 g de uva fresca (rosada)

PASSO A PASSO DA MASSA

 

[Colocar Alt]
1 - Faça um “vulcão” com a farinha de trigo e dissolva o fermento com uma pitada de açúcar e água morna no centro dele.
2 - Pulverize farinha até cobrir o líquido.
3 - Cubra com filme papel filme(pvc) e deixar repousar até “rachar” o fermento.
4 - Adicione os ovos, um a um, o leite e o restante do açúcar. Sove bem.
[Colocar Alt]
5 - Faça uma bola e deixe descansar até dobrar de volume, coberto.
[Colocar Alt]
6 - Abra a massa em forma redonda ( 23 cm de diâmentro) e faça marcações afundando os dedos nelas.
[Colocar Alt]
7 - Distribua as uvas e a calda e deixe repousar (de 10 a 15 min), até recuperar altura.
[Colocar Alt]
8 - Pulverize açúcar cristal e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC, para assar e dourar.

PASSO A PASSO DA CALDA

[Colocar Alt]
1 - Coloque o suco de uva, o açúcar e as uvas frescas na panela.
[Colocar Alt]
2 - Aqueça até levantar fervura.
[Colocar Alt]

 

3 - Desligue e reserve na geladeira.

Leia também