A empadinha perfeita tem massa quebradiça e recheio cremoso -

A empadinha perfeita tem massa quebradiça e recheio cremoso

Como fazer uma empadinha perfeita

15 passos para que ela fique douradinha, esfarelentamente firme e com recheio de dar água na boca

Da redação - Publicado em 01/09/2019, às 20h18

A empada nasceu na Europa medieval, quando, acredite, chegava a abrigar frangos inteiros. Com o tempo foi diminuindo de tamanho, ganhando outros recheios. Ficou brasileirinha, no entanto, quando passou a ser feita com farinha e bastaaaante manteiga. É a tal da massa podre, que derrete na boca, e deixa o nosso quitute tão especial.

A característica farofenta impôs, então, uma transformação nos recheios, antes mais secos. Para que eles casem com a textura da massa passaram a serem feitos bem cremosos, mas não aguados. Como os de palmito e frango que são refogados e depois misturados em molho bechamel.

Leia mais:

Como fazer o spaghetti perfeito

10 dicas para fazer bombom em casa

Empadinha de camarão de Ana Soares

Em resumo, a empadinha não virou uma das nossas paixões nacionais à toa. E fica a dica: embora o acepipe seja dos mais democráticos, fica muito melhor quando recebe os recheios mais tradicionais.

Passo a passo

1 - Coloque a farinha numa tigela e misture com o sal.

2 - Acrescente os cubinhos de manteiga.

3 - Desfaça os cubinhos com as pontas dos dedos, formando uma farofa grossa.

4 - Aperte a massa com as mãos, mas sem sovar.

5 - Numa tigela, misture a água com uma gema e despeje na farofa.

6 - Mexa bem, primeiro com um garfo, depois com as mãos, para formar uma bola.

7 - Coloque a massa numa tigela, cubra com filme plástico e reserve na geladeira por 30 minutos.

8 - Após o descanso, abra a massa com um rolo sobre uma superfície polvilhada ligeiramente com farinha.

9 - Corte a massa em círculos de tamanho suficiente para cobrir as forminhas de empadinha

10 - Forre as forminhas os círculos de massa, deixando uma bordinha fina excedente (ela será usada para grudar a tampa das empadas).

11 - Coloque metade do recheio (frio) nas empadinhas. Posicione uma azeitona sem caroço no centro e complete com mais recheio.

12 - Cubra as empadinhas com mais um círculo de massa, grudando-o às bordas de massa excedente que ficaram nas forminhas.

13 - Pincele a tampa das empadinhas com a gema de ovo restante.

14 - Asse as empadinhas em forno médio, a 180º C, por cerca de 20 minutos, até que fiquem douradas e com a massa quebradiça.

15 - Retire as empadinhas do forno e espere esfriar para desenformar. Caso contrário, podem esfarelar.

A empada perfeita é assim...

[Colocar Alt]

- A massa é quebradiça, desmanchando na boa. Desconfie das muito lisas, sem rachaduras. Elas costumam ter a massa dura e seca.

- O recheio é cremoso (mas não aguado!). A textura é fundamental para casar com o aspecto farofento da massa.

- Azeitona é opcional mas faz toda a diferença! Use as menorzinhas, sem caroço. As verdes combinam nos recheios mais suaves. As pretas acentuam o sabor e vão melhor em recheios mais robustos.

 

 

 

Dicas de preparo

Importantíssimos para dar tudo certo

- Não precisa untar forminhas antiaderentes.

- Se for de alumínio, unte com manteiga.

Veja também:

10 dicas para o suspiro perfeito

Dez dicas para fazer a caiprinha perfeita

5 canais no YouTube para aprender a fazer o churrasco perfeito

- O recheio deve estar sempre frio ao entrar massa.

- A massa que cobre as forminhas deve ser fina mas não “transparente”.

- Trabalhar a massa fria ou gelada ajuda na manipulação.

- Pincelar a borda da massa de cobertura ajuda na hora de grudá-la.

- A temperatura do forno não pode ser muito alta, para que o recheio não vaze

 

*Esta reportagem foi publicada originalmente na revista Sabor.club #31, que está na melhores bancas por todo Brasil. E também na banca digital www.zinio.com.

ASSINE JÁ A REVISTA SABOR.CLUB. DESCONTOS DE ATÉ 76%

Leia também