-

Você comete algum desses pecados ao preparar as massas?

Um pequeno manual do certo e do errado com o macarrão na panela. Está na hora de esquecer e ideia do óleo na água

Da redação - Publicado em 12/04/2021, às 15h00

Poucos alimentos são tão fáceis, rápidos e gostosos de se preparar em casa como uma boa massa. Difícil encontrar alguém que não coma sorrindo, e mesmo quem não tem paciência para assuntos de cozinha coloca de vez em quando a água para ferver. Mas há certos mitos e procedimentos, e não se sabe exatamente de onde surgiram, que complicam sem precisar um processo que requer apenas um pouco de atenção. Diga-se de passagem, coisas que você nunca viu, e nem verá um cozinheiro italiano fazer. Vamos chamá-las de 'Os 5 pecados do macarrão'.

Óleo na água do cozimento

Para começar, vale a lembrança de que água e óleo não se misturam. Você vai criar 'poças' de óleo na superfície enquanto a massa cozinha na água, sem contato algum. O segredo para a massa não grudar é simplesmente cozinhá-la em água abundante e mexer de vez em quando. Economize seu óleo, de preferência um bom azeite, para colocar na massa depois de pronta. É assim que se faz.


Lavar com água a massa cozida

A massa, após ser cozida e escorrida, está prontíssima para ser degustada, recebendo o molho escolhido, simples assim. Não há nenhum motivo para o enxágue. E mais: a água do cozimento e seu amido, como sabe o bom cozinheiro, são de grande valia. Ajudam a dar corpo, emulsionar o molho e aumentar sua aderência à pasta. Por que remover o material valioso?

 

LEIA MAIS

» O perfumado Ajoarriero é a receita de bacalhau dos tropeiros espanhóis

» Bacalhau imortal: a saga do peixe e a receita espanhola de família da acadêmica Nélida Pinõn

 

Quebrar a massa antes de botar na panela

Se a massa foi criada e fabricada naquele formato é porque aquele é o melhor jeito para a apreciação, com todas as características que nos encantam à mesa. Se você quer uma massa mais curta, é só procurar no mercado que vai encontrar. Não faltam opções hoje em dia, inclusive as melhores italianas.  

 

Cozinhar demais a massa

Esse é o erro mais antigo e, felizmente, a cada dia menos cometido. O consumidor já percebeu o valor da massa "ao dente", e o tempo e cozimento indicado nas embalagens contempla o cozimento ideal, resultando no ingrediente firme na boca. A massa esbranquiçada, inchada e molenga é algo bem desagradável de se provar.

 

Molho separado

Os italianos também ensinam que a melhor massa deve estar impregnada, e em contato com o molho em toda a sua extensão e seus pedaços. É esse o casamento que empolga e apaixona em cada refeição. Colocar a massa no prato e depositar uma porção de molho por cima é provocar um divórcio, que acaba com a água do molho se separando e escorrendo para o fundo do prato. Não, por favor.

 

» Receba as notícias da SABOR.CLUB diretamente no Telegram clicando aqui  
 

» Você já conhece o Clube Sabor? É o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Entre para ter acesso a um mundo de sabores, e ler a edição do mês da revista Sabor.Club