Programa da Tramontina transforma músicas em receitas -

Programa da Tramontina transforma músicas em receitas

Sabor das Músicas: a relação do som com a comida

Algoritimo usa sinestesia para transformar canções em receitas

Da redação - Publicado em 29/08/2019, às 10h00 - Atualizado às 10h29

Sabe quando você ouve uma música no Spotify e, ao final dela, ele sugere (e toca) outra no mesmo estilo? Isto acontece por meio de uma sofisticada seleção parâmetros que, juntos, chegam a um resultado baseado em sinestesia.

Sinestesia é uma condição neurológica na qual o cérebro interpreta sensações de natureza diferentes ao mesmo tempo. Assim um som pode representar uma cor, como o vermelho-berrante, um aroma ou um sabor – como uma voz doce.

Veja também:

O vatapá de Dorival Caymmi

Liberace e sua saborosa receita com ovos

+ Vinho influencia disco do LCD Soundsystem

Foi pensando nisso que a Tramontina, em parceria com o aplicativo de música desenvolveu o Sabor das Músicas, algoritimo que transforma qualquer canção numa receita que tenha a ver com ela.

A ideia, diz, a marca é inspirar as pessoas a cozinhar. Para chegar em 44 milhões de combinações gastronômicas possíveis relacionados a um universo infinito de títulos musicais, o neurocientista Dr. Marcelo Costa (chefe do Departamento de Neurociência da USP) se uniu ao maestro João Rocha (Universidade do Kentucky, EUA) e ao chef Renato Carioni.

Com a filtragem dos parâmetros do Spotify somadas a novos elementos (veja quadro), ele chegaram a definições de ingredientes, textura e sabor.

Nós entramos na “brincadeira” para ver que graça ela tem. Depois de vários testes, vemos que algumas músicas parecem se relacionar mais harmonicamente com certas receitas – e outras não. No final das contas, as relações parecem muito subjetivas. Por mais que os parâmetros digam que não.

O sabor da sinestesia

Como a música vira comida

1 - Definição dos parâmetros

- Duração = ingredientes

- Dançante = temperatura

- Energia = textura

- Positividade = amargor ou acidez

- Nota musical = harmonização

2 - Cruzamento de dados

- Ele começa com a definição de notas para cada ingrediente

- Esses dados são colocados numa inteligência artificial

- Ela usa a mesma tecnologia de sistemas financeiros, para “dar match” entre os parâmetros de classificação do Spotify e as diferentes combinações de ingredientes catalogadas

3 - Definição das receitas

- Desse modo, o sistema consegue relacionar os ingredientes aos parâmetros e deles chegar as receitas

- Sempre de forma que faça sentido. Isto é, não há sugestões do tipo nhoque a bolonhesa com algodão doce

4 - Apresentação dos parâmetros

- No site, cada resultado é apresentado com um quadro que revela os parâmetros utilizados

Leia mais:

Cajuína: a bebida que inspirou Caetano Veloso

Música e vinho: os sons melhoram o sabor da bebida?

Freddie Murkury: a cerveja que homenageia Freddie Mercury

Alcatra com Frank Sinatra

5 canções e as receitas relacionadas a elas

Enter sandman, Metallica – Pato laqueado com farofa de banana com bacon e onion rings

The theme from New York, New York, Frank Sinatra – Alcatra grelhada com trufa negra e arroz sete grãos

Garota de Ipanema, Tom Jobim e Vinícius de Moraes – Filé mignon a parmegiana com quinoa e aspargos cozidos

Love me tender, Elvis Presley – Caviar com ovas de salmão e purê de berinjela

Emoções, Roberto Carlos – Escalope de foie gras com alcaparras e muçarela de búfala

Yesterday, The Beatles – Fígado de frango com ovas de salmão e creme de alcaparras

Satisfaction, Rolling Stones – Canelone de pato com molho maracujá e beterraba agridoco

*Esta reportagem foi publicada originalmente na revista Sabor.club #31, que está na melhores bancas por todo Brasil. E também na banca digital www.zinio.com.

ASSINE JÁ A REVISTA SABOR.CLUB. DESCONTOS DE ATÉ 76%

Leia também