-

Azeite que nasce próximo a Porto Alegre brilha com olivas espanholas

O Prosperato tem plantações também na Campanha Gaúcha e coleciona prêmios pela qualidade dos óleos

Da redação - Publicado em 09/10/2020, às 18h00

O sonho de Eudes Marchetti e Osmar da Rosa era ter uma floresta. Então, em 1979, começaram a investir na multiplicação de viveiros de plantas e mais plantas no município gaúcho de Barra do Ribeiro, próximo a Porto Alegre. O tempo passou, árvores brotaram e, em 2011, seus filhos, Rafael Marchetti e Pedro da Rosa, entraram no matagal e decidiram criar novos habitats com mudas de oliveiras.

Além dos arredores da capital, os meninos acomodaram-se em Caçapava do Sul, na região da Campanha Gaúcha, e, em coisa de um ano, instalaram um lagar para o desenvolvimento do azeite Prosperato. Hoje eles contam com cerca de 85 mil pés de 60 variedades de olivas espalhados por 300 hectares. Já tiveram cinco colheitas, sete azeites e quase duas dezenas de premiações.

 

LEIA MAIS

» Linguine com tinta de lula é a massa perfeita para os frutos do mar

» O ragu de pato com funghi que vira a cabeça do humorista Fábio Porchat

 

Didático, Rafael explica: “As variedades catalãs Arbequina e Arbosana e a grega Koroneiki são mais precoces. Como estamos começando, foram as que se sobressaíram. A espanhola Picual, de produção mais tardia, teve neste ano uma primeira produção tímida, mas que rendeu um lote excelente de 500 litros e três prêmios internacionais. Ainda fizemos em menor escala azeite da portuguesa Galega, da espanhola Manzanilla e da italiana Coratina”.

O grande trunfo da produção dos rapazes é o frescor – inseparável de um líquido jovem e brilhante que não teve de atravessar o Atlântico para chegar à mesa. Naturalmente, ele é mais frutado, mesmo assim, guarda notas amargas e picantes que revelam alta concentração de polifenóis (antioxidantes). Em contrapartida, a acidez é bem baixinha (0,15%).

 

 

A marca do terroir ainda não foi identificada, porém, a Prosperato tem aí mais uma vantagem: por ser a única produtora em duas regiões do Rio Grande do Sul (Campanha Gaúcha e Costa Doce), terá como comparar as mesmas variedades crescendo em locais distintos.

 

Suave, intenso e aromático

Todos os gostos do lagar gaúcho

Arbequina e Arbosana - Lançado em 2013, o blend suave foi pensado para quem está começando a entender sobre frescor de azeite. Sente-se o fruto maduro, notas tropicais, e levíssima picância, típica de especiarias.

Koroneiki - Em 2014 esse monovarietal com frutas vindas do plantio em Barra do Ribeiro, próximo à capital gaúcha, chamou atenção pela intensidade. É um líquido herbáceo, com marca de fruta verde. Complexo, ele também guarda sabor amendoado.

Picual - A azeitona mais plantada no mundo rendeu o mais novo monovarietal. Muito aromático, ele remete a tomates verdes e folhas, e possui amargor e picância equilibrados.

 

» Receba as notícias da SABOR.CLUB diretamente no Telegram clicando aqui  

 

>O azeite Prosperato é um dos produtos do Clube Sabor.club. Ele é o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Para conhecer, clique aqui.

 

Leia também