-

Prêmio James Beard é cancelado nos EUA por acusações de racismo

Premiação de maior prestígio da indústria americana de restaurantes lida também com protestos de assédios sexual e moral

Da redação - Publicado em 01/09/2020, às 14h00

O James Beard Awards, prêmio de maior prestígio na indústria de restaurantes norte-americana, foi cancelado em 2020 com a fundação homônima citando os impactos do coronavírus na comunidade da gastronomia. Nos bastidores, porém, a decisão teria ocorrido também pela constatação de que não havia vencedores negros em nenhuma das categorias, segundo informações do The New York Times.

De acordo com a Fundação James Beard, responsável pela premiação, vários indicados se retiraram alegando "motivos pessoais". Paul Bartolotta, do grupo de restaurantes Bartolotta, com sede em Milwaukee, disse ao site Eater que se retirou por causa de "acusações anônimas dirigidas a mim que foram enviadas à Fundação James Beard". 

 

LEIA MAIS

» Linguiça de peixe e salsicha de lula estão na incrível charcutaria do mar de Ilhabela

» Restaurantes de Roberta Sudbrack e Rafa Costa e Silva estão em lista dos melhores do mundo

 

Na esteira dos protestos pelo assassinato de George Floyd e de um movimento amplo que enfrenta a violência e as injustiças raciais nos Estados Unidos, a indústria de restaurantes, já devastada pela pandemia, teve que acertar contas internas. 

Muitas reclamações surgiram nas redes sociais a respeito de problemas que vão de tratamento desigual e intimidação a alegações de assédio sexual, práticas muitas vezes varridas para debaixo do tapete, e descartadas como apenas uma parte da cultura da cozinha.

 

 

De acordo com o New York Times, a James Beard se viu lutando com as alegações para basear suas escolhas em chefs e empresas cujo comportamento seriam considerados aceitáveis, quanto mais dignos de prêmio. Alguns profissionais teriam sido solicitados a retirar suas indicações.

Outro fator que contribuiu para a decisão de cancelar a premiação foi a ausência de vencedores negros nas 23 categorias. O prêmio é há muito criticado por elevar e recompensar nomes importantes que tendem a ser homens brancos.

 

A fundação vai de dedicar no próximo ano a refazer seus prêmios e estabelecer novas regras, com o objetivo de tornar os indicados mais diversificados.

 

» Receba as notícias da SABOR.CLUB diretamente no Telegram clicando aqui  

 

>Você sabia que a revista Sabor.club tem também o Clube Sabor.club? Ele é o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Para conhecer, clique aqui.