O casal Margot Zeinad e Ricardo Ferreira vendem preciosas especiarias no Spicelab -

O casal Margot Zeinad e Ricardo Ferreira vendem preciosas especiarias no Spicelab

As preciosas especiarias de Margot Zeinad e Ricardo Ferreira viram antepastos originais

Receitas de ascendência libanesa e inspiração em diversas partes do mundo moram dentro de potinhos disputados

Da redação - Publicado em 22/02/2021, às 16h00

[Colocar Alt]

Seleção Sabor.Club: As especiarias do casal Margot Zeinad e Ricardo Ferreira são produtos selecionados pela curadoria da Sabor.Club para o Sabor Clube.

Cebolas caramelizando nas panelas, um descascar sem fim de alcachofras, potes e mais potes de especiarias na bancada. É assim que a casa de Margot Zeinad e Ricardo Ferreira ficava antes de receber amigos: recendendo a aromas libaneses, húngaros, espanhóis e indianos, numa mistura cultural de dar água na boca. Por causa dos inúmeros pedidos de antepastos, “Vocês podem colocar num pote para eu levar para casa?”, “Não querem preparar para eu servir numa reunião de amigos?”, a designer e o mixologista resolveram abrir, em 2016, a Spicelab, que vende pela internet antepastos, especiarias, ervas e masalas.

Entre as nove receitas de antepastos, muitas são do avô de Margot, libanês: “Ele ensinou minha avó, que era húngara, a cozinhar. Os dois adoravam antepastos. Vem deles nossas receitas de tahine negro (feito a partir do gergelim negro tostado), de cebola caramelizada, de creme de alcachofra e de creme de alho. Ah, os temperos Za’atar e o Baharat também são receitas de família”, conta. A escolha dos ingredientes é o ponto alto do trabalho de Margot e Ricardo, que só trabalham com alimentos orgânicos de pequenos produtores.

 

LEIA MAIS

» Sítio do Bello cultiva frutas nativas para o Brasil conhecer e faz geleias em Paraibuna

» O sal Maldon é o melhor do mundo para chefs como Jamie Oliver e Ferran Adrià

 

[Colocar Alt]

Os nove antepastos oferecidos são preparados sem espessantes, conservantes e aromatizantes: “No tempo dos nossos avós não se usava nada disso e, hoje, muitas vezes, a indústria utiliza os espessantes para economizar nos ingredientes. Preferimos trabalhar de forma artesanal”, diz. “Também nos preocupamos que os produtos sejam nutritivos. O gergelim negro, por exemplo, é prensado a frio para não perder as propriedades, e nós mesmos fazemos sua moagem”, completa Margot. As técnicas de preparo são cuidadosas. Para fazer a cebola caramelizada, por exemplo, Margot e Ricardo não utilizam açúcar. “Nós cozinhamos a cebola lentamente, a 40º C, para que o açúcar presente no próprio ingrediente se solte aos poucos. Depois regamos com vinho Chardonnay, que ressalta o adocicado da cebola e traz um pouco de acidez, e adicionamos castanha de caju para dar textura. São oito horas para o antepasto ficar pronto.”

Além dos antepastos, a marca dispõe de dezesseis temperos. Os carros-chefes são a páprica defumada com carvalho e azevinho, importada de Ávila; o Golden Milk (masala que leva cúrcuma, pimenta preta, gengibre e canela), utilizada para preparar carnes e peixes; e a Canela Verus, importada do Sri Lanka.

Ninguém resiste ao tahine negro

[Colocar Alt]

Ele é uma pasta feita a partir de gergelim negro tostado e prensado a frio resultando em uma pasta de cor exótica com textura luxuosa e aveludada e um sabor encorpado e acastanhado.
Especialmente usado em pães e torradas, mas combina perfeitamente em molhos de salada, ou vegetais crocantes, temperado ou puro.

 

Quibe de lentilha 

(receita que faz sucesso na casa de Margot e Ricardo)

Ingredientes

- 100g de lentilhas vermelhas descascadas

- 50g de trigo para quibe (se quiser glúten free, pode substituir por quinoa cozida)

- 5 copos de água

- 1/2 xícara de salsinha picada

- 1 colher de sopa de cebola caramelizada

- 5 colheres de sopa de azeite

- Hortelã e cebola caramelizada para guarnição – a gosto

- Baharat e sal marinho a gosto

Preparo

• Leve a lentilha ao fogo para cozinhar em água e sal

• Quando estiver cozida, desligue o fogo e junte o trigo seco

• Tampe a panela e deixe descansar por 15 minutos para que o trigo hidrate

• Escorra em uma peneirinha e aperte para tirar todo oexcesso de líquido

• Amasse com um garfo, até obter uma pasta

• Acrescente a salsinha e a cebola caramelizada

• Ajuste o sal e o baharat e monte no prato como quibe cru

• Regue com azeite e sirva com cebola caramelizada e galhos de hortelã por cima
 
 

» Receba as notícias da SABOR.CLUB diretamente no Telegram clicando aqui  

 

» Você já conhece o Clube Sabor? É o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Entre para ter acesso a um mundo de sabores, e ler a edição do mês da revista Sabor.Club

 

Leia também