Thomas Troisgros dá ótimas dicas de onde você deve comer agora em Nova York -

Thomas Troisgros dá ótimas dicas de onde você deve comer agora em Nova York

Onde comer bem em Nova York, por Thomas Troisgros

Ex-morador de Nova York, Thomas Troisgros indica os lugares imperdíveis para uma boa refeição

Da redação - Publicado em 28/12/2018, às 15h00

Le Cocou

No sul da ilha de Manhattan, o francês Le Cocou está bombando! Tem ambiente amplo e elegante – com candelabros à mesa! O cardápio segue a culinária francesa contemporânea, mas também há pratos tradicionais. Os mais pedidos são o frango com foie gras, as quenelles de lagosta, o delicioso faisão com vegetais e o “tout le lapin”(coelho, só para variar). Os sommeliers à disposição são dos mais competentes. A casa é a maior viagem. Não deixe de ir. 138 Lafayette St. Tel.: +1 212 271 4252.

Daniel Boulud

Daniel Boulud é o “rei de Nova York”. E você não vai deixar de ir ao restaurante gastronômico dele, o Daniel, vai? O lugar é um espetáculo, com toda a pompa e circunstância (em estilo neoclássico) que um francês clássico deve ter. A adega tem 2 mil rótulos que vão de US$ 50 a US$ 10 mil. Prefere coquetéis? O bar também é incrível! 60 E 65th St. Tel.: +1 212 288 0033.

Quality Meats

20 variadades de carnes! O cardápio do Quality Meats é uma perdição para carnívoros. O restaurante tem o melhor steak da cidade e dry aged de todas as idades. Todos os cortes, aliás, são ótimos! Alguns com releituras modernas mas um instigante toque rústico – uma beleza de ver. E comer! O ambiente é elegante e acolhedor. 57 W 58th St. Tel.: +1 212 371 7777.

Eleven Madison Park

O Eleven Madison Park é parada obrigatória para quem busca aqueeeeela experiência gastronômica. “Fora da curva”, define Thomas. É o número quatro na lista World’s 50 Best Restaurants, tem três estrelas Michelin. Aqui, o chef suíço Daniel Humm usa produtos locais para compor pratos inacreditáveis, apresentados num looongo menu surpresa. Torça para ter em seu prato os biscoitos nova-iorquinos feitos de queijo cheddar com recheio de maçã. Reserve com antecedência, a fila de espera pode passar de um mês. 11 Madison Avenue. Tel.: +1 212 889 0905.

[Colocar Alt]

“O Flora Bar é um dos meus lugares preferidos em NY”, diz o insider Thomas Troisgros. Ele fica no museu Met Breuer, tem menu com foco nos frutos do mar, com referências europeias e locais, em um lugar muito moderno, como o espaço de de arte moderna e contemporânea onde está.

 

Cote

O churrasco coreano saiu das casas de karaokê e virou moda em Nova York. Um dos restaurantes mais falados é o Cote. A estrela da casa é o combinado de carnes que você mesmo vai assando à mesa, sobre uma grelha especial. Mas atenção: não saia daqui sem pedir o coquetel de camarão, servido com um molho de nome impronunciável. No subsolo da casa, peça para visitar, fica a câmara de dry aged. Dá vontade de dormir por aqui. 16 W 22nd St. Tel.: +1 212 401 7986.

Estela

Casa do chef Ignacio Mattos (uruguaio, casado com uma brasileira), o Estela tem ambiente intimista, é meio restaurante, meio bar. Os pratos trazem algo a mais, a partir de bases que já conhecemos. São deliciosos, como seu plat signature, o bife tártaro com topinambo, temperado com malagueta, molho de peixe e pickles de baga de sabugueiro, em vez de alcaparras. Além da gema de ovo misturada com chips de topinambo esmagados. A comida tem uma complexidade sem igual de sabores e um equilíbrio fascinante de contrastes e texturas. 47 E Houston St. Tel.: +1 212 219 7693

Boulud Sud

O Boulud Sud é o restaurante de comida mediterrânea do chef Daniel Boulud, uma maneira de conhecer a comida que ele propõe, sem pesar no bolso. O menu é inspirado em clássicos da Espanha, Itália, Grécia, Marrocos, Tunísia, Líbano e Turquia. Peça muitos pratos, divida, fique à vontade. Vá em grupos grandes, se preferir. O lugar é elegante mas descontraído, absolutamente acolhedor. Thomas: “Sempre saio de lá encantado!” 20 W 64th St. Tel.: +1 212 595 1313

Olmstead

O chef Greg Baxtrom, do Olmstead, trabalhou em lugares como o impecável Per Se, um dos melhores restaurantes de NY, onde foi sous-chef. “Ele é um moleque da minha idade que faz alta gastronomia num ambiente muito descontraído. A espera, dia ou noite, é na área onde fica a horta dele. Quebra aquele paradigma de que tudo o que é bom custa caro”, define Thomas. 659 Vanderbilt Ave., Brooklyn. Tel.: +1 718 552 2610.

Prune

Outro restaurante que ele adora é o da chef e escritora Gabrielle Hamilton, que fez uma zoeira e tanto quando lançou o seu Sangue, Ossos e Manteiga. O Prune é um bistrozinho com comida simples e caprichada, numa das ruas de Downtown. 54 E 1st St. Tel.: +1 212 677 6221

Mais boas pedidas!

- Katz Deli: “É a minha deli favorita em NY. Ninguém faz pastrami melhor. Um clássico!”

- Creamline: hambúrguer matador, na lanchonete dentro do hoje badalado (e turístico!)

- Chelsea Market: não só o sanduíche, mas tudo servido lá, é feito com ingredientes de produtores locais. Há muita coisa legal, como o inacreditável burger vegetariano, a sopa de tomate e o milk-shake de mel. Sem falar nas fritas de batata-doce.

- Ippudo: ramen de qualidade, rápido e fácil de comer, no coração de Midtown, no meio da turistada. Ô, coisa boa... Passou pelas Times Square? Vai lá! 24 W 46th St.

Leia também:

+ A admirável leveza do ser

+ Homem do campo

 

*Esta reportagem foi publicada originalmente na revista Sabor.club #20, que está na melhores bancas por todo Brasil. E também na banca digital www.zinio.com. Ou assine clicando aqui  sabor.club/assine.

 

Leia também