-

La Fuerza, em Buenos Aires, produz seu próprio vermute e serve direto da torneira

Fora do circuito turístico, ele foi eleito um dos 100 melhores bares do mundo, pela Time

Da redação - Publicado em 15/03/2020, às 10h55

Os bares pequenos, de bairros, são uma tradição de Buenos Aires. São neles onde os portenhos encontram e fazem amigos, numa rotina cotidiana que passa pelas mesas e por uns tragos, depois do trabalho. Foi pensando principalmente nesta tradição e também na paixão do argentino pelo vermute que quatro amigos não só passaram a fazer a bebida artesanalmente, como criaram uma casa para serví-la.

O La Fuerza fica num casarão de 1933, numa esquina simpática de Chacarita, bairro repleto de bares, muito conhecido pelos locais e ausente dos roteiros turísticos. Mantém a atmosfera original, com mesas de ferro e ladrilhos na parede, serve triolets (combinados com três belisquetes, como presunto, queijo e azeitona) e, claro, doses do vermú (como falam os portenhos) que dá nome ao lugar, tirado da torneira, como se fosse um chope. Pela leveza e elegância, as doses de tinto (com Malbec) ou branco (com Torrontes) vão puras para o copo, com gelo, ou com club soda (numa proporção generosa de duas porções do destilado para uma da água gaseificada).

Aos poucos, o bar foi ganhando fama, até que, do nada, foi indicado com um dos 100 melhores do mundo em 2019 pela Time, a pretigiosa revista americana. “Foi um susto! Não tínhamos ideia de como fomos parar ali”, diz Martin Auzmendi, um dos quatros sócios do bar e da destilaria.

 

LEIA MAIS:

» Negroni de autor: a versão da clássica bebida por Cesar Griffo

» Onde comer bem e beber em Buenos Aires?

» Raspadinha de caipirinha é o hit do verão no badalado bar Pirajá Prainha

 

A resposta veio meses depois com uma história curiosa: um dos frequentadores da casa era tão apaixonado por ela e pela bebida servida ali que escreveu para a revista americana (sabe-se lá porquê) sugerindo a indicação.

A adoração pelo conjunto da obra (bar + vermute) não é à toa, façamos justiça. O La Fuerza é um vermú de alto nível, feito cuidadosamente com mais de 40 botânicos e ervas, muitas delas colhidas a mão no sopé dos Andes. A bebida é feita em Mendoza, a capital do vinho argentino, com uma mãozinha providencial do pessoal da vinícola Zuccardi, uma das maiores do país.

Enfim, todo o projeto vem revitalizando um hábito (o de tomar vermute) que vinha se perdendo entre a nova geração do país do Gardel (um fã inveterado da bebida). “O Fuerza remete a força dos imigrantes, mas também a força dos jovens que estão começando projetos e estão levando para as frente às coisas que querem fazer. É uma renovação das questões culturais", define Auzmendi.

Em tempo, uma garrafa do La Fuerza (tinto ou branco), vendida no bar, custa em torno de R$ 80.

La Fuerza – Av. Dorrego 1409, Buenos Aires, Argentina; lafuerza.com.ar

>> Você sabia que a revista Sabor.club tem também o Clube Sabor.club? Ele é o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Para conhecer, clique aqui.