Alice Waters é a maga da cozinha simples e tem inúmeras dicas para ajudar sua vida no fogão -

Alice Waters é a maga da cozinha simples e tem inúmeras dicas para ajudar sua vida no fogão

Dicas de cozinha com Alice Waters

As 10 lições de Alice Waters para incrementar a sua vida na cozinha

Da redação - Publicado em 06/05/2019, às 13h00

1 - Familiarize-se – Leia a receita inteira antes de começar e crie uma imagem do que vai ser preparado, incluindo aromas e sabores. Leia novamente e tome nota de quantidades e técnicas.

2 - Organize-se – Depois de ler a receita, prepare o mise-enplace: separe os utensílios; tire da geladeira o que deve ser usado em temperatura ambiente; lave, descasque, pique e distribua os ingredientes em potes separados; preaqueça o forno.

3 - Improvise – O que vai ter para o jantar? A partir daí, questione o que você está com vontade de comer, quem estará presente, o que há na despensa e na geladeira e o tanto de energia que pretende gastar. Soluções irão surgir na sequência.

4 - Não exagere – Muitas vezes o mais simples é o melhor – uma costeleta frita com sal e pimenta moída na hora ou legumes no vapor, servidos com azeite.

5 - Estude – Comece preparando seus pratos favoritos, já conhecidos. Então parta para livros de receitas, dicas de amigos e tente tirar proveito das estações do ano, experimentando jeitos diferentes de comer e preparar os mesmos produtos.

6 - Arrisque – Mente aberta no mercado, na feira. Além da lista de compras, fique de olhos abertos para o que está mais fresco no dia e a partir daí planeje o que você vai cozinhar.

7 - Asse – “Uma ave roliça ou uma grande peça de carne, tostadas pelo calor e servidas inteiras: há muito tempo que se comemoram feriados e se alimentam famílias numerosas com assados desse tipo. Até hoje me parece muito adequado receber parentes e amigos com pratos assim.”

8 - Sinta – Cozinhar deve ser um prazer sensorial – tocar, ouvir, observar, cheirar e, sobretudo, degustar. Prove o que estiver cozinhando. Sempre.

9 - Aprecie – Boa comida vem de bons ingredientes. Seu preço adequado inclui o custo da preservação do meio ambiente e do trabalho de quem produziu. O valor da comida nunca deve ser subestimado.

10 - Convide – A comida pode ser modesta, mas ponha a mesa com cuidado para que as pessoas se sentem juntas. “A hora da refeição é um momento de empatia e generosidade. Ocasião para se nutrir e se comunicar.”

Leia mais:

Como preparar um bom churrasco?

+ Dicas de cozinha com Claude Troisgros

Dez dicas para fazer a caiprinha perfeita

“A boa cozinha não tem mistério nenhum”

Alice Waters sempre esteve muito à frente do seu tempo

Nos anos 1960, a americana Alice Waters já estava na França mergulhando no hoje tão falado farm-to-table. Em 1971, abriu o seu Chez Panisse, em Berkley, na Califórnia, inaugurando o conceito de slow food, que preza por uma comida bem feita e confortável, feita com ingredientes de verdade e, de preferência, orgânicos. Tudo numa resposta ao movimento fast-food que já dominava o mundo. Entre as várias ações e movimentos na sua carreira, o livro A Arte da Comida Simples é um grande legado. A obra desmitifica o trabalho na cozinha com dicas precisas e receitas perfeitas. Agora, Alice Waters é mais uma das mestres das aulas on line MasterClass, numa série muitíssimo bem produzida, na qual no ensina a arte da comida caseira, com ingredientes sasonais. É um espetáculo e um belo investimento para um ano inteiro que vem pela frente.

 

*Esta reportagem foi publicada originalmente na revista Sabor.club #25, que está na melhores bancas por todo Brasil. E também na banca digital www.zinio.com. Ou assine clicando aqui  sabor.club/assine.

Leia também