Creme balsâmico dá toque especial em pratos dos chefs -

Creme balsâmico dá toque especial em pratos dos chefs

Creme Balsâmico: o segredo dos chefs

Creme de aceto balsâmico é o azedinho doce que faz a diferença

Da redação - Publicado em 05/09/2019, às 14h00 - Atualizado às 14h04

Responda rápido: qual é o grande pulo do gato de todo bom cozinheiro? Saber trabalhar a acidez da comida que faz. Combinada com os outros sabores, é ela que nos faz salivar, aguça o conjunto todo e nos leva, com-o-ma-i-or-prazer para a garfada seguinte.

Para facilitar a nossa vida, a Casa Madeira colocou esse toque acidez combinada com alguma doçura dentro de garrafinhas. O Creme Balsâmico que testamos por aqui é um coringa e tanto para levantar o sabor de carnes, embutidos, queijos. Isto é, alimentos mais gordurosos que nem sempre contam com a acidez que desejamos. Uma gotinhas do caldinho mágico em saladas dá uma bela incrementada nelas também.

Leia mais:

Provamos a nova safra da Casa Valduga

Sorvete de morango com vinagre balsâmico

[Colocar Alt]

A Casa Madeira, no Vale dos Vinhedos (RS), é uma das seis marcas do imenso Grupo Famiglia Valduga e, inicialmente, nasceu para produzir suco de uva integral. Com o tempo diversificou a produção e surgiram inúmeros produtos tratados com sofisticação, feito com ingredientes locais e receitas típicas da região tão influenciada pela cultura dos imigrantes italianos. Como os Valduga, de Rovereto, no norte da Bota, que cultivaram os primeiros parreirais do Vale dos Vinhedos, no final do século 19.

De volta aos cremes de balsâmico, eles são elaborados a partir da redução de vinagre balsâmico de estilo Módena, feito com a uva Trebbiano, e envelhecidos em barricas de carvalho. Há três sabores: com geleia de morango com pimenta; com mel e laranja e a especialíssimo feito com geleia de Cabernet Sauvignon. O cozinheiro que aprende a usá-lo passa a ter uma “arma” e tanto nas mãos.

Acesse o site da Casa Madeira.

Cama e boa mesa

Vai para o Vale dos Vinhedos? Há dois pontos que o viajante não pode deixar de visitar

Para comer muito bem, o Maria Valduga fica numa linda edificação do início do século 20 e serve, de forma sofisticada, os pratos que faziam parte da culinária dos imigrantes italianos. Para dormir melhor ainda, a pousada Casa Madeira, no coração da vinícola Casa Valduga, é uma das mais charmosas da região.

 

*Esta reportagem foi publicada originalmente na revista Sabor.club #31, que está na melhores bancas por todo Brasil. E também na banca digital www.zinio.com.

ASSINE JÁ A REVISTA SABOR.CLUB. DESCONTOS DE ATÉ 76%

Leia também