A região de Provence, na França, é responsável por uma excelente gastronomia -

A região de Provence, na França, é responsável por uma excelente gastronomia

Como preparar o camarão à provençal

O prato que nasce com rã no Sul da França ficou chique ao ser adaptado por aqui

Robert Halfoun - Publicado em 13/12/2019, às 17h00 - Atualizado às 19h00

A Provence, no Sul da França, é uma região belíssima, famosa pelos campos de lavanda e pela comida simples, fresca e saborosa feita por ali. Ela é fruto de uma rotina não menos gostosa, na qual o que sai diretamente do campo, vai direto para a mesa, depois de passar por intervenções culinárias muito simples, que só fazem ressaltar tudo de bom que já está na panela. O chamado método “à provençal” é um deles e se resume a tudo o que é finamente frito em azeite, alho e ervas, tão abundantes na região. Assim como as rãs, que ficam deliciosas feitas assim. Uma vez que elas pulam para bem longe dos nossos hábitos alimentares, a receita tão tradicional por lá, ganha camarões parrudos por aqui e um quê de comida chique, que virou prato de resistência do saudoso La Paillote, um clássico dos anos 1970, em São Paulo. Durante anos, a casa manteve a receita guardada a sete chaves. No fundo, ela não tem nada demais, exceto um toque de noz moscada que confere personalidade única a ela. Em dias de calor ameno, com um rosé bom de boca ou uma cerveja sour bem afinadinha, o simples e rico camarão à provençal, servido com arroz branco.

Camarão

INGREDIENTES

- 6 camarões pistola limpos

- 200 g de farinha de trigo

- 1 colher de sopa (rasa) de pimenta do reino

- 1 colher de sopa (rasa) de alecrim

- 1 colher de sopa (rasa) de salsinha picada

- 1 colher de sopa (rasa) de alho

- 1 colher de sopa (rasa) de noz moscada

- 1 colher de sobremesa de sal

- 100 g de manteiga

- 100 g de azeite

PASSO A PASSO

1 - Em uma panela com água, cozinhe os camarões rapidamente.

2 - Escorra e passe na farinha de trigo.

3 - Em uma frigideira, coloque a manteiga, os camarões, o sal, as ervas e as especiarias.

4 - Observe a coloração do camarão, que deve ser bem rosada. E também das ervas e da casquinha de farinha, que precisam estar bem douradas.

5 - Atenção também para o tempo da fritura do camarão. Se demorar, ele fica borrachudo. Sirva imediatamente.

Dica: servir com arroz agulhinha bem refogado com azeite, alho, cebola e salsa bem picadinha.

Clássico para todos

Com o fechamento do La Paillote, a chef Sophie Valluis, filha do criador da casa, faz as suas delícias na sua casa, uma vez que virou personal chef. Outro camarão à provençal imperdível é o servido nas unidades da Ici Brasserie, em São Paulo. Recentemente, o prato cuja foto ilustra esta reportagem entrou para o hall de clássicos da casa.

Veja também:

Arroz de camarão de Lina Bo Bardi

Estrogonofe de camarão de Pedro de Artagão

Provence: a fascinante região do vinho francês

 

Este texto foi publicado originalmente na revista Sabor.club #34 que está na melhores bancas por todo Brasil. E também na banca digital www.zinio.com. 

ASSINE JÁ A REVISTA SABOR.CLUB. DESCONTOS DE ATÉ 76%

 

Leia também