-

Clube Sabor.Club: azeite Fátima, Hard Seltzer, catchup de goiaba, tagliarini de ovos e mel silvestre

O que temos neste mês na caixa surpresa do 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil

Da redação - Publicado em 20/02/2020, às 15h55

Surprise box #30

 

  • O Clube Sabor.club é mais uma iniciativa da Revista Sabor.club para contribur com o desenvolvimento da gastronomia no Brasil.

  • Além de informar, a plataforma Sabor.club tem a missão de descobrir novos nomes do nosso cenário gastronômico em toda a sua cadeia produtiva. E também de ajudar a fomentá-la, para a concretização de um cenário sólido, com itens de qualidade, do produtor ao prato.

  • Com uma equipe qualificada e absolutamente independente de repórteres e especialistas, apuramos e degustamos dezenas de produtos todos os meses. Desses, selecionamos aqueles que mais chamam a nossa atenção para, por meio do Clube Sabor.club, compartilhar com você essa experiência

  • O custo da assinatura mensal é de R$ 150,00 + frete. Para saber mais e assinar o Clube Sabor.club acesse: www.clubesabor.club


Azeite Fátima - Adega Alentejana

É num raio de 30 quilômetros do Santuário de Fátima, em Portugal, que nascem há séculos as azeitonas transformadas em óleo de qualidade elevada pela Coperativa Oleicultores. A fabricação segue os mesmos parâmetros utilizados antigos lagares da região. É dessa forma que as variedades locais de oliva Galega, Verdeal e Lentisca, colhidas em diferentes estágios de maturação para o equlíbrio do ‘blend’, levam sabores e aromas frescos às garrafas.

 

Hard Seltzer - Three Monkeys

A cervejaria artesanal carioca lança quatro sabores em latas de 310 ml. Em linhas gerais, é hard seltzer é água gasosa com sabor de frutas e... álcool. Aí, diz o marketing: “é leve, e refrescante e ainda... borbulhante!”. O teor alcoólico é similar ao médio das cervejas leves, entre 4,5% e 5% ABV, com cerca de 40% a menos em calorias. O álcool é obtido em base simples de cana de açúcar fermentada, ou através do malte de cevada.

 

 

Catchup de goiabada - Shake Dog

Quem disse que a comida de lanchonete precisa ter um monte de gordura saturada e aditivos químicos, para realçar os sabores? O Shake Dog, no Balneário Camboriú, em Santa Catarina, da chef Luiza Hoffmann. Ela capricha tanto que o seu catchup de goiabada foi parar em todos os restaurantes dela. O molho, naturalíssimo, é defumadinho, com uma acidez que dá suculência para o toque adocicado.

 

Tagliarini de ovos - Rotisserie Bologna

Com seus 95 anos, a Rotisserie Bologna, uma das mais tradicionais de São Paulo, faz massas antológicas, cuidadas com esmero pelo casal Wagner e Gleusa Ferreira, a quarta geração à frente deste clássico. A receita foi trazida nos anos 1940 pela família Trombetti e é mantida intacta. Depois de misturados os ingredientes, a massa é cilindrada na espessura correta e vai para um varal, onde seca até ser cortada. Então, vira ninhos para ser empacotada e virar estrela na mesa dos clientes.

 

Mel silvestre - Fairmont Hotel

O produto faz parte do louvável programa de sustentabilidade com abelhas da rede de hotéis de luxo. No Rio, como os ventos da praia dificultam a instalação de colmeias rooftop do prédio do hotel, o mel vem do apiário Amigos da Terra, do casal Luis Moraes e Clarice Líbano, de Nova Friburgo, na região serrana fluminense. O produto vem de florações silvestres e de laranjeiras, assapeixes e eucaliptos, tem sabor suave e coloração clara. Ele é ótimo para ser usado nas mais variadas receitas.


>>  Surprise box #29: Farinha de Bragança, Calamarata do Fasano, Geleia da Percussi, Arroz Ruzene, Cerveja Patagônia