-

Casa do Porco, de Jefferson Rueda, prepara 3 mil refeições para quem precisa de ajuda

Chef já assou 20 porcos distribuídos em hospitais, ruas e comunidades

Da redação - Publicado em 20/05/2020, às 11h00

Os porcos caipiras desossados e assados inteiros do chef Jefferson Rueda, que fizeram  o cultuado chef espanhol Ferran Adrià considerá-los os melhores que comeu na vida, estão alimentando quem mais precisa no momento.

A Casa do Porco, que está na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo, virou uma cozinha comunitária onde dois porcos são assados dia para o preparo de 400 a 700 marmitas. A equipe de Jefferson já assou 20 porcos e distribuiu mais de 3 mil refeições para a população em situação de vulnerabilidade social.

LEIA MAIS

» Gratinado de batata na Cozinha da Helô tem queijo derretido que aquece o coração

» Em nome do porco

 

As marmitas incluem também arroz, feijão e salada, e são distribuídas em hospitais, ruas e comunidades paulistanas, como Hospital das Clínicas, Favela do Moinho, Favela do Boqueirão e Ocupação da Marcela.

Jefferson e a mulher, Janaína Rueda, têm se dedicado à ajuda e mobilização de agentes para encontrar soluções de auxílio social desde o início da crise do Covid-19. O Bar da Dona Onça, de Janaína, está funcionando como posto de recolhimento de mantimentos e produtos de limpeza e higiene pessoal, doados às ocupações das redondezas.

Os projetos contam com o apoio de ações sociais como Novos Sonhos, Extreme Impact, Instituto Ybi, Rede Social do Centro.

 

>> Você sabia que a revista Sabor.club tem também o Clube Sabor.club? Ele é o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Para conhecer, clique aqui.