-

Almanaque: A invenção do Leite Moça e a história do brigadeiro

Latinhas com a imagem da vendedora de leite fizeram sucesso nas guerras

Da redação - Publicado em 14/06/2020, às 12h00

- O leite condensado industrializado  surgiu em 1856, quando o americano  Gail Borden tentava desidratar o leite de vaca e percebeu que, antes de virar pó,  o produto se tornava um creme delicioso.

2 - Quatro anos depois, a receita se tornou famosa durante a Guerra Civil Americana, quando o produto passou a ser transportado pelas tropas e se tornou conhecido  por todo o país. 

3 - Em 1857, surgiu a primeira indústria de produção do leite condensado, a Anglo Swiss Condensed Milk, na Suíça. A partir dali, o produto estourou por toda a Europa.

 

 

LEIA MAIS

» Sangria de maçã traz frutas frescas e provocante mistura de sidra e vinho

» Azeites estão sendo cultivados como os bons vinhos. Você sabe aromatizá-los?

 

4 - Não demorou muito para a Nestlé fundir-se com outra marca suíça e passar a produzir o leite condensado.

5 - Na época, o leite condensado mais popular da Suíça era o La Laitiére, que significa “vendedora de leite”.

 

 

6 - Inspirada no concorrente,  a Nestlé criou a embalagem com a figura da jovem camponesa suíça em trajes típicos do século 19. 

7 - Quando o leite foi exportado para outros países, foram criados nomes equivalentes em cada língua, sempre associados à figura da camponesa típica com seus baldes de leite. Em espanhol, por exemplo, ficou La Lechera.

 

 

8 - Os primeiros carregamentos de leite condensado chegaram ao Brasil em 1890. Como uma alternativa ao leite fresco, cujo abastecimento era problemático. O produto era vendido nas drogarias e, inicialmente, comercializado como Milkmaid.

9 - Com a dificuldade de pronunciar o nome em inglês, os brasileiros passaram a chamar de “leite da moça”.

10 - A princípio, o produto  era utilizado apenas como bebida, misturado com água, café ou chás. Ia até para a mamadeira dos bebês.

 

 

11 - Quando a Nestlé abriu sua primeira fábrica no país, em 1921, não titubeou e adotou o nome que já corria  na boca do povo:  Leite Moça

12 - Em casa, enfim, começou a ser usado para fazer doces. Enquanto isso, era largamente consumido pelos soldados em batalhas, que acreditavam obter energia com o seu consumo.

 

FÃS DO BRIGADEIRO

 

 

O brigadeiro foi decisivo para a popularidade do Leite Moça no Brasil. Conta a história que foi em 1945 que as mulheres partidárias do Brigadeiro Eduardo Gomes, da Aeronáutica, candidato à Presidência, inventaram o doce com chocolate em pó para arrecadar fundos de campanha. O resto é uma história repleta de festas infantis de aniversário. Em qualquer classe social, não dá para imaginar uma sem brigadeiro.

 

>Você sabia que a revista Sabor.club tem também o Clube Sabor.club? Ele é o 1º clube de descobertas gastronômicas do Brasil. Para conhecer, clique aqui.